quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Quisto de penas


Quisto de Penas (penas encravadas)

Por IvoLeite:
Um quisto de penas num pássaro é o mesmo que um pelo encravado num humano. O quisto é maior uma vez que as penas também são maiores que os pelos. Se a isto pensarmos que os pássaros são muito mais pequenos que nós e têm um inchaço maior que o nosso podemos imaginar as complicações que isso acarreta.
Os quistos aparecerem devido à mal formação da pena por baixo da pele. O quisto tem a forma oval e englobam uma pena ou um conjunto de penas. Apesar de poderem surgir em qualquer parte do corpo, eles surgem principalmente na zona da rabadilha (raiz da cauda).

Um quisto de penas ocorre quando as penas que estão a crescer não conseguem penetrar pela pele e vão ficando enroladas por debaixo da pele. À medida que a(s) pena(s) cresce(m) o inchaço aumenta com um material pastoso feito de creatina.

Apesar de as penas encravadas poderem aparecer em qualquer raça, nos canários ocorre com mais frequência nos Glosters, Norwhich, Borders. As penas que fazem com que estas raças pareçam mais fofos, mais macios e rechonchudos são onde surgem mais quistos. Por outro lado há raças onde os quistos aparecem menos, como por exemplo o Mosaico.
Há uma predisposição genética para o seu desenvolvimento devido ao facto de muitos criadores fazerem cruzamento com irmãos (consanguinidade) para apurar certas características dos pássaros, o que não é aconselhável por vários motivos entre os quais pode vir a causar deformações internas nos filhotes como por exemplo o aparecimento dos quistos.

Outras das possíveis causas são: má nutrição; infecções, principalmente devido a ácaros que comem a raiz das penas; lesões ou traumas na zona onde o quisto se desenvolveu. Há criadores que não negam a predisposição genética que certos pássaros têm, mas afirmam que a alimentação pode fazer com que esse problema fique visível nesses pássaros. Criadores que tiveram os pássaros durante um ano ou dois e que depois os venderam foram informados que apareceram quistos nos pássaros, o que leva a pensar que uma má dieta fez surgir os quistos.
Por outro lado criadores que ficaram com pássaros que apresentavam quisto só porque o antigo criador os ia por em liberdade (e consequente morte) relatam que passados vários meses os pássaros estavam completamente diferentes e que nunca mais tiveram quistos, tendo vivido vários anos inclusive. É conveniente referir que um pássaro que tenha alguma vez tido um quisto nunca vai viver tanto tempo como um canário "normal" (10 anos).

Dependendo da localização, estes papos de penas podem ser bastante dolorosos para os pássaros. Se aparecerem numa zona onde causam pressão sobre um nervo ou sobre um órgão, os quistos podem causar modificações da estrutura interna e em casos extremos a morte.

Prevenção: No prevenir é que está o ganho. Para se evitar ao máximo as penas encravadas é recomendável dar aos canários uma alimentação muito variadas porque a maior parte dos alimentos não é completa. Verduras como a alface, nabo (cozido e misturado com a papa), brócolos devem ser dadas não mais do que duas vezes por semana. Além das folhas deve-se dar também o talo. Vitamina B, sais minerais (especialmente o zinco), ácido fólico, e a Biotina também são elementos recomendáveis para se evitar os quistos de penas.

Tratamento: O tratamento consiste na remoção da "bola", do inchaço que contém as penas. Pode ser feito de duas maneiras: colocar um elástico à volta do quisto para que seja difícil ou mesmo impossível o organismo do canário "alimentar" o quisto. O outro método é para mim mais eficaz mas também mais perigoso pois consiste numa pequena cirurgia que vai cortar o mal pela raiz (literalmente). Nunca fiz porque não tenho coragem nem a experiência necessária, por isso recorri a um criador que tinha alguma experiência na remoção dos quistos. Para se remover o quisto este tem de estar "maduro" ou seja seco ou quase seco quer seja pelo elástico e/ou pela aplicação de tintura de iodo. Depois de estar seco faz-se uma incisão no quisto. Não vou explicar para não caírem na tentação de removerem o quisto com as vossas próprias mãos. Mesmo ao fazer uma incisão e remover toda a creatina (papa formada pelas penas encravadas) pode voltar a aparecer uma vez que o organismo fica com uma espécie de memória e fica programado para fazer aparecer um novo quisto. Já vi pássaros a quem foram retirados quisto e têm uma vida normal. Em canários como os Norwich que estão geneticamente predispostos ao aparecimento destes papos, a sua constante remoção não é aconselhável uma vez que a cirurgia vai abrir um buraco no corpo e ao fim de algumas remoções o pássaro não vai aguentar e morre. Nos canários que apareceram os quistos é recomendável não serem utilizados para criação, pois como foi dito anteriormente, os quistos são geneticamente passados aos seus descendentes e mais cedo ou mais tarde esses filhotes vão ter os quistos.

Por Seven:
EU ÍA MESMO PASSAR UM REPORTE DE MINHA EXPERIENCIA COM O GARAZONE EM MINHA FEMEA BRANCA.

COMECEI A APLICAR O GARAZONE EM 13/04/07.
SÃO 3 BOLAS.
2 PEQUENAS, 1 EM CADA ASA.
NESSAS APLIQUEI 1 GOTA NOS 2 PRIMEIROS DIAS E 2 NOS SEGUINTES.
SÃO BOLAS PEQUENAS E JÁ SECARAM.

A TERCEIRA BOLA, ESSA JÁ BEM MAIOR, PINGUEI 2 GOTAS SOBRE A MESMA À CASA DIA.
ESSA PARECE TER PARADO DE CRESCER E SUA EXTREMIDADE ESTÁ COM ASPECTO DE ESTAR SECANDO. AINDA É CEDO PARA JULGAR O SUCESSO COM ESSA.

OBS:- NÃO FIZ NENHUMA PERFURAÇÃO POIS O USO É "TÓPICO"
3 DIAS APÓS O INICIO DO GARAZONE, A CANÁRIA ESTÁ SE MOSTRANDO MAIS ESPERTA E VIVAZ. ANTES ESTAVA MUITO "PARADA"

MAIS À FRENTE VOLTAREI AO ASSUNTO.
ESPERO QUE HAJA SUCESSO E ABRA AS PORTAS AOS COLEGAS O CAMINHO DO SUCESSO.

SEI QUE ESSAS BOLAS DEVERÃO VOLTAR NO FUTURO, TALVES EM OUTRO LUGAR. SE SE TRATAR DE BACTÉRIA POR EXEMPLO, QUIÇÁ, PODEREMOS PROPALAR O SUCESSO DEFINITIVO.


Fonte:
Wilson Camargo é um "Top User" do forum "Portal dos canarios"

Um comentário:

  1. Olá..Meu nome é Marcia moro no rio e estou com um periquito que tem 9 anos e de dois anos pra ká tenho percebido que ela esta com penas encravadas,sendo que levei ao veterinario e falou q era genetica.Mas esta agora igual o da foto ou ate maior pois esta arrastando na gaiola e sangrando.me ajude nao sei que faço pois liguei e a consulta e de 80,00 a 140,00 reais.sei que deve ta pesado pois de dois dias pra ká ela ta no fundo da gaiola(ativa)e o que faço?!! coloquei rifocina. vi que vc tem um metodo me explique ou tenho q levar num veterinario?!!!! helllp meu e-mail: marciaandrade22@hotmail.com

    ResponderExcluir