quinta-feira, 30 de junho de 2011

NEW RAÇA!!!!!!!!


O Sevillano Giraldillo é um canário na posição postura um pouco enrolado, com a adição de um arco ou coroa em sua cabeça. Nova raça de estudo postura e pendente de aprovação para o reconhecimento nacional e global.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Canáril são Francisco está aparecendo com mais uma inovação neste ano de 2011

Apareceu a oportunidade de um amigo criador de agapornes e calopsitas(Anderson Serra) se encantar pela beleza dos Canários de Porte. Mesmo antes de esse meu amigo mostrar o desejo de começar a criar raças de porte, eu já vinha conversando com o grande amigo Wladimir do Canaril San Martin sobre a possibilidade de entrar com a criação de uma nova raça, pois no nordeste existe uma grande deficiência em canários de porte. Com isso, eu como proprietário do Canaril São Francisco decidi unir o útil ao agradável!!! Resolvi fechar uma parceria com o amigo em canários das raças Fiorino e Topete Alemão, dessa forma eu e meu socio(anderson Serra) me alio ao grandessíssimo amigo Max do Canaril Revoredo na luta para melhorar a divulgação dos canários de porte no nordeste brasileiro. Agora estamos todos na expectativa para a chegada dessas novas aquisições do Canaril São Francisco, em breve esses canários desembarcam vindos do Campeonato Brasileiro para somarem forças em meu canaril.



terça-feira, 14 de junho de 2011

Julgamento de canários de porte, um problema para os juízes??


O aumento do número de raças
de canários de porte, nos últimos
anos, tem causado problemas
complexos tanto para criadores,
como no julgamento, pois mesmo
entre raças já estabelecidas e
algumas das novas, as diferenças
não são muito acentuadas.
Mesmo nas raças tradicionais,
tem havido aqui no Brasil, apesar
da excelência do nosso manual de
julgamento alguns casos dignos de
registro, como por exemplo, o
Yorkshire, cujo tamanho
preconizado é de aproximadamente 18(dezoito)centímetros pássaros apresentados são nitidamente
maiores que o Lancashire (8 polegadas, aproximadamente 20,32 cm).
A quase obsessão em produzir
pássaros muito grandes tem nos
levado à perda de características em várias raças.
Some-se ao que foi acima escrito, a mestiçagem sem um
planejamento definido ou mesmo entre pássaros de raças distintas
só porque são parecidas e chegaremos à conclusão da
situação enfrentada pelos juízes, pelo número de pássaros que
apresentam características de mais de uma raça, ou seja, os
denominados "limítrofes" com muita complacência pelo Carlito.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Canário branco .


O canário branco subdivide-se em quatro espécies:
Branco recessivo, Branco dominante, Albino e Albino dominante.

Brancos dominantes – Não é uma ave totalmente branca, apresenta uma incidência de lipocromo nas bordas das penas das asas, cauda e encontros.

Albinos dominantes – As mesmas características dos brancos dominantes, só que têm olhos vermelhos.

Albino – As mesmas características dos brancos recessivos, só que estas aves têm os olhos vermelhos.

Branco recessivo – Ave com uma brancura imaculada, normalmente é uma raça de canários que cria facilmente, logo que lhe sejam dadas as condições necessárias.

Escolha dos reprodutores – Em relação a esta característica, devemos ter o máximo cuidado em relação: plumagem, forma, brilho, cabeça, bico e olhos.

Plumagem – Evitar comprar aves com excesso de plumagem, devem comprar aves com uma plumagem bem aderente ao corpo .

Forma – Evitar comprar aves muito grandes, tentar comprar aves com uma boa forma no poleiro.

Brilho – Sabendo que o lipócromo é o item que corresponde a 55% da pontuação numa ficha de julgamento, temos de ter em conta este item. Logo quando adquirimos um canário branco, este convêm ser o mais branco possível.

Cabeça, bico e olhos
- Evitar comprar uma ave que tenha a cabeça pequena e achatada, bico comprido, olhos mal centrados e pequenos.

Acasalamentos que eu mais aconselho:
Branco x Branco – Todos os descendentes são brancos. Os descendentes deste casal, cruzo-os no segundo ano com amarelo portador de branco.

Branco x Amarelo portador de branco – Descendentes amarelos portadores de branco e brancos recessivos .

Branco x Amarelo normal – Todos os descendentes são amarelos, alguns são portadores de branco.

Atenção – Nunca devemos cruzar duas aves com excesso de plumagem, pois os descendentes terão problemas de plumagem (aparecimento de quistos)

Preparação para as exposições
Todos os canários brancos (brancos recessivos, brancos dominantes, albinos e albinos dominantes), são aves que requerem cuidados especiais na sua preparação para os concursos. Pode ser um excelente pássaro, mas se não se apresentar totalmente limpo na altura do julgamento, nunca será um campeão. Estas aves necessitam de muito banho, para que a sua plumagem se apresente em óptimas condições na altura dos julgamentos. A sua preparação deve ser feita em gaiolas individuais, se possível com grades, e estas devem estar sempre bem limpas, tal como a gaiola. Caso não haja esse cuidado, é difícil manter o canário limpo.

Dez recomendações gerais para os canaricultores


1. Não alimente seus canários com sementes, misturas e outras substancias que não estejam garantidas por uma firma especializada em nutrição

2. Use unicamente os medicamentos e antibióticos quando a enfermidade o requeira e sempre nas doses mínimas recomendadas.

3. Não esqueça que a melhor medicação é a higiene e a profilaxia, já que mais vale prevenir do que remediar.

4. Evite mudanças bruscas de temperatura, correntes de ar e excessos de calor, mudança de locais.

5. Quando adquirir um canário procure que este seja são, robusto e da melhor qualidade.

6. Faça-se sócio de um clube , onde lhe fornecerão as anilhas e onde poderá encontrar soluções para algumas dificuldades que tenha.

7. Use insecticidas fabricados exclusivamente para pássaros e com garantia de especialistas em animais de estimação.

8. Periodicamente administre correctores vitaminicos.

9. Limpe e desinfecte as gaiolas , os comedouros e bebedouros .

10. Quando adquirir um novo exemplar não o misture, sem que antes tenha um período de observação e quarentena.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Pequeno dicionario da canaricultura.


ALELOS:Genes em que se designam os caracteres.

ANILHA:Abraçadeira inviolável para controle de criação.

AUTOSSOMAL:Mutação independente do sexo dos indivíduos do casal.

CAROTENO:Pigmento de cor laranja ou vermelha.

CATEGORIA:Forma pela qual o lipocromo é distribuído na plumagem.

DILUIÇÃO:Efeito do enfraquecimento da cor original.

DIMORFISMO:Diferença no fenótipo entre machos e fêmeas.

DOMINANTE:Pássaro de caracteres dominantes às demais cores de fundo.

EUMALANINA:Coloração negra ou marrom que se deposita na plumagem, formando os desenhos (estrias)

FATOR:Elemento que concorre para o resultado de uma mutação.

HÍBRIDO:Pássaro que provém de espécies diferentes (ex: pintassilgo com canária).

INO:Terminologia aos canários albinos, lutinos e rubinos (canários com olhos vermelho).

INTENSO:Denominação ao canário com lipocromo amarelo ou vermelho, atingindo toda a extensão das penas.

LINHAGEM:Conjunto de pássaros com consanguinidade controlada.

MELANINA:Pigmentos de origem proteica, encontrado nos canários negro-marrons.

MOSAICO:Canário de lipocrômo restrito em áreas específicas da plumagem )máscara facial, ombros, uropígio e peito).

OXIDAÇÃO :Pigmentação melânica negra ou marrom combinada com a cor de fundo.

PAULISTINHA:Denominação dada ao ágata mosaico, em função da semelhança de seu desenho dorsal com as listras da bandeira paulista.

PIGMENTAÇÃO:Coloração através de substâncias

QUISTOS:Pela impossibilidade da pena romper a pele e atingir seu desenvolvimento, fazendo com que ela e algumas vizinhas fiquem abaixo da pele, formação de bolas (caroços).

RECESSIVO:É o factor responsável pela ausência absoluta de carotenóide com inibição total do depósito de lipocrômo.

SÉRIE:Agrupamento de cores quanto as características lipocrómicas e melanicas semelhantes.

VARIEDADE:Refere-se à cor de fundo do canário










segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Plano de alimentação anual .

Plano de alimentação anual .
Ao passar dos anos acabamos esquecendo que muitas pessoas sempre estão iniciando uma criação de canários e estas pessoas necessitam de auxílio básico principalmente na alimentação, pensando nisso resolvi escrever um pouco sobre o meu manejo, não podemos ainda esquecer que cada criadouro ou canário têm hábitos diferentes então nem tudo que dá certo em meu criadouro dará certo em outros lugares. Vale lembrar que devemos partir de uma proposta e aos poucos irmos adaptando as necessidades do seu criadouro ou de seus canários.
ALIMENTAÇÃO DIÁRIA:
O principal é a mistura de sementes, isso nunca pode faltar aos canários, existem várias fórmulas de acordo com a época do ano, porém eu mantenho sempre a mesma que são alpiste (70%), colza (10%), aveia (5%), níger (10%) ,nabão ou linhaça (5%).
A farinhada eu ofereço a cada dois dias, pois como é um complemento não deve ser dada em excesso, alguns canários por serem mais atrativas só querem comer a farinhada. Existem várias marcas no mercado brasileiro eu forneço a CC 2030 PREMIUM, foi a que melhor se adaptou os meus canários. Muitos criadores ainda fazem suas próprias receitas, mas considero que hoje em dia não compensa devido ao número de produtos no mercado. Acrescento ainda na farinhada 03g de ORGANEW, é um prébiotico que vai auxiliar na manutenção da flora intestinal das aves.
A água deve ser oferecida diariamente ou trocada a cada dois dias no máximo, costumo adicionar uma semana por mês própolis, são 50 gotas por litro d´água, ajuda principalmente no aumento da imunidade dos canários.
As verduras são importantes, porém já tive muitos problemas relacionados a agrotóxicos e bactérias, por isso resolvi não fornecer mais.
FASES DO ANO:
JANEIRO / FEVEREIRO / MARÇO
Esta época ocorre a muda de penas, devemos aumentar a quantidade de proteínas, com maior teor de gorduras, pois são importantes na formação das novas penas e ainda fornecer um complemento que contenha BIOTINA ou Vitamina H.
Colocar banheira de água, pois o banho em dias quentes ajuda na muda das penas além de refrescar os canários. Não deixar as aves em lugares que tenham correntes de ar.
Começar a diminuir a intensidade de luz que foi feita de Julho a Dezembro para época de criação.
ABRIL / MAIO
Neste período devemos voltar a fornecer a alimentação normal aos canários, época para repouso, muitos machos já soltaram completamente o canto, é a época de começar a separar os canários que irão para concurso, iniciar os contatos para vendas, escolher futuras matrizes para o plantel. Se possível separar os machos em gaiolas individuais para que não briguem e estraguem suas penas, principalmente os de topetes.
JUNHO / JULHO / AGOSTO
Esta época irá começar os torneios nos clubes, além disso, já devemos estar preparando nossas matrizes para o acasalamento, por isso começo a aplicar as vacinas: BAYCOX (são duas doses respeitando o intervalo de 15 dias entre uma e outra); IVOMEC POUR – ON (são duas doses respeitando o intervalo de 15 dias entre uma e outra);
VERMÍFOGO (estou fornecendo avitrin vermífugo, segundo a bula são 03 dias consecutivos, obtive excelentes resultados com ele).
Já estou com os casais definidos, porém os machos estão em gaiolas individuais e as fêmeas ainda nas voadeiras, no mês de Agosto começo a colocar as fêmeas com seus respectivos machos, porém ainda com a grade de separação.
A partir de Julho começo a aumentar o período de iluminação do criadouro com lâmpadas fluorescentes, um aumento gradual que no final passará a ter 14 horas de iluminação, com isso os canários terão mais tempo para se acasalar e alimentar os filhotes.
SETEMBRO / OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO
Começa o período de reprodução dos canários, nesta época principalmente quando começam a nascer os filhotes não poderá faltar comida, farinhada e água.
Com o nascimento dos filhotes, auxilio na alimentação com a papinha CC ALBIUN, os filhotes se desenvolvem mais rápidos. Forneço ainda uma quantidade maior de aveia para os pais fornecerem aos filhotes.
Em Dezembro, após a separação de todos os filhotes faço mais uma rodada de VERMÍFOGO E IVOMEC POUR – ON para todos.
Espero que com isto tenha ajudado um pouco aqueles que iniciam esta arte e enfrentam muitas dificuldades no manejo diário dos pássaros, nunca esquecendo que este plano não é fechado pode haver variações